É sempre assim.

7016721-night-lights-of-the-big-city_0

É sempre assim… São sempre as ilusões, são sempre os desgarrados, os passageiros, com o globo terrestre no meio do peito. São sempre nas noites despretensiosas, cheias de fúria, de magia, nas esquinas coloridas e nas horas que se estendem por anos, quando eu brilho com a força de mil sóis, nas risadas e momentos que duram na rapidez e calor de se riscar um fósforo. São sempre as palavras perdidas na tradução, os lampejos de mundos distantes, essa atração irremediável que eu tenho pelo deslocamento, essa força que me puxa para estar longe, que se não for por amor, por que seria então, se não for por paixão, então por que outro motivo, a sede de aventura que me motiva e me desloca, me arruína, me deixa perdida, zonza, mas é sempre assim, são sempre eles, são sempre as coisas que vêm e não ficam, são sempre as noites de sonho que duram por dias, é pra dentro dos buracos negros que eu sou sugada, para ser lançada do outro lado exígua, mudada, infinita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s