Que saudade incômoda. Que saudade doída. Eu sei que eu preciso levantar a cabeça, voltar pra minha vida, aproveitar as alegrias que vêm, mas é tão difícil, agora que eu sei o que eu quero. Eu tenho mil coisas que quero te contar. Tem um monte de coisas que eu quero saber. Eu quero saber mais, eu quero ouvir, eu quero falar, eu quero ver, que não foi nem de longe o suficiente pra matar minha curiosidade ou  minha vontade de você, e sei que não posso fazer nada, a não ser sentar e esperar a onda passar, mas a falta que você faz é real, é loucura, mas é absolutamente real e acho que vai levar um tempo até ela morrer aqui dentro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s