Should’ve said something…

Eu queria ter gravados os detalhes dos dias que passamos juntos. Às vezes eu fecho os olhos e os pormenores me escapam da memória. Queria ter todos os diálogos, sensações e cheiros em registro, pra repassar sempre que desse saudade. Queria reviver tantas coisas. Queria sentir de novo o toque das suas mãos espalmadas nas minhas costas, cada curva do seu corpo, as linhas dos seus braços, o seu beijo eletrizante que eu sinto até os joelhos, o som da sua voz raspada, a sensação de encaixe perfeito e puro pertencimento do seu abraço, a sensação de tirar as meias encharcadas da chuva e deixar você aquecer meu corpo gelado naquele sofá, olhar pra você e saber que você é real, você existe, você é de verdade, cada traço do seu rosto, do seu maxilar até os seus cílios compridos, os seus olhos que me convidam para um mergulho cristalino nas suas águas mornas, revoltas, absolutamente feitas pra mim.

Lembrar de você é como sentar perto de uma fogueira numa noite fria; é um calor que se espalha por dentro, confortável, presente, delicioso. E eu não quero que o fogo diminua, nem se extinga, porque o meu fogo por dentro nunca esteve em tanta harmonia com um fogo que vem de fora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s