A importância de dizer “eu quero”

 

Qual Seu Número 04.jpg

Esses dias eu estava revendo a minha comédia romântica preferida, chamad “Qual é o seu número?”. Resumindo a história, a personagem da Anna Faris decide que não quer transar com mais ninguém novo, e que vai achar o amor de sua vida dentre os caras com quem já transou. Ela contrata o seu vizinho gatinho (Chris Evans) para ajudá-la nessa missão, mas os dois começam a se envolver, e lá pelas tantas, ele a confronta sobre a sua missão mirabolante, perguntando os porquês, dizendo que não tem sentido, até que ela explode e diz: É o que eu quero!

Essa cena me impacta bastante porque eu acho que vi poucas vezes personagens femininas dizerem tão explicitamente que querem alguma coisa, porque querem e fim, sem dar maiores justificativas. Pensando bem, eu não vejo essa cena na vida real muitas vezes, e também não costumo responder para as pessoas que algo “é o que eu quero” como ponto final.

Nós mulheres somos muitas vezes condicionadas a priorizar os outros nas nossas decisões. Fazer escolha em prol dos filhos, dos companheiros, da família, do chefe, etc. Nós somos ensinadas, desde pequenas, a abrir mão dos nossos desejos. Quando as mulheres colocam suas próprias vontades como prioridade, são tachadas de egoístas.

E exatamente para evitar esse tipo de julgamento é que nós inventamos artifícios para justificar nossos desejos, para os outros e para nós mesmas. Não estamos acostumadas a querer simplesmente, porque isso basta para que sejamos capazes de tomar uma decisão. Nós somos treinadas a desejar de maneira condicional, apresentando uma série de argumentos que deem suporte àquele desejo.

Não escutamos “não quero ter filhos”. É sempre “não quero ter filhos, porque minha rotina não comporta crianças”. Não escutamos “eu quero comprar este sapato”. E sim “eu quero comprar esse sapato, porque estava tão baratinho na promoção, e combina com tudo”. Não é de bom tom dizer “eu quero transar com ele”, mas se você ameniza com “eu quero transar com ele, porque ele é um cara muito legal”, até que vai.

Querer as coisas simplesmente porque a gente quer pode ser libertador. No fim das contas, somos nós que vamos ter que conviver diariamente com as consequências das nossas decisões, não as outras pessoas. Seguir os nossos desejos deveria ser natural, e não requerer uma série de malabarismos e desculpas  para não sermos vistas como – e nem nos sentirmos – egoístas.

Estou tentando fazer um exercício de justificar menos os meus desejos, e assumi-los mais. Acho que isso é importante porque eu treino que eu posso querer por mim mesma, sem ter que me justificar. E também dizer isso para as pessoas também deixa os limites mais claros para a interferência delas. Não estou dando motivos com os quais a pessoa pode argumentar; estou expressando o meu desejo e só.

Muitas vezes eu sinto que a nossa autonomia nos é tirada quando se é mulher. Se apoderar das decisões das nossas vidas está nas pequenas e nas grandes coisas, porque é só seguindo o que a gente realmente quer, é que a gente consegue ser mais feliz.

 

Anúncios

Sentença

alcohol-cigarette-drink-drunk-Favim.com-2275466.jpg

Eu não preciso de mais um cigarro, preciso que você me leve para casa. Vem, me tira daqui, me põe debaixo das cobertas que eu estou louca de doce e molhada de chuva, e eu não quero ter que pensar em mais nada, não quero tomar mais nenhuma decisão difícil, não quero ter que ter forças, só quero você me aquecendo, porque eu estou tremendo de frio, e eu estou confusa, e não tem álcool suficiente no mundo pra te matar afogado dentro de mim, e eu não imaginei que seria assim, mas agora é, agora é assim que eu estou, agora é assim que eu me sinto, e talvez não vai ser com você, mas eu sei quando for pra valer vai ser como era com a gente, e eu não quero mais nada, eu quero seu colo, eu quero seu abraço, quero você me secando com os lábios, dentro de mim de todas as  formas, eu quero que tudo volte a ser simples, mesmo que nunca tenha sido, eu quero que você me agarre e me beije num impulso, como tantas vezes, acabando com a tensão, me deixando sóbria num instante ao mesmo tempo em que me deixa mais bêbada, que eu ando tão a flor da pele e não quero mais ninguém nela, eu posso até ser confusa, e errada, e intensa demais, mas eu sei o que eu quero, e com você eu me encontro, e você me resgatou tanta vezes das minhas profundezas, por que não mais uma vez, vem, me tira daqui, eu perdi o juízo, eu estou encharcada, com o coração acelerado e a cabeça rodando e a única coisa que eu quero é você aqui comigo.

Oração pelas meninas

tumblr_lkxhc6Tgrw1qi6dg9o1_500-500x272.jpg

Que não sejamos donas dos nossos corpos
Que não sejamos donas da nossa voz
Que sejamos eternamente portadoras do pecado original
Que nunca nos falte quem nos diga o que podemos fazer

Deus nos perdoe
Por nossa ousada existência
Por nossa indolente desobediência
Por nossas vidas enfim
Pequenas, tímidas, espremidas

Que sejamos capazes de esquecer dos nossos desejos
Das nossas vontades
E que saibamos muito bem do nosso lugar
E do be-a-bá que nos entra pelo cu

Que nasçamos e cresçamos lindas
Com quadris largos para o bom parir
E ouvidos surdos para o aleijado ouvir
E que se por acidente colocarmos mais uma de nós no mundo
Que ela ande calada
Que aceite ser castrada
Que não reclame quando tiver a alma estuprada
Diversas vezes pela vida
Que seja dócil ao toque
E fiel ao amor

Que seja então menina moça mulher e velha
Sem levantar a voz nenhuma vez
Para que possa garantir que, quem sabe
Consiga morrer de morte morrida
Serpenteando, escorregadia
De lá pra cá
Para fugir do perigo
De ser quem é

Nunca santa o suficiente
Jamais puta o bastante
Se burra demais já não tem valor
Mas que também não se atreva ser opinante

Que consigamos cumprir
Uma vida decente sem que ninguém descubra
As falhas e os ímpetos por dentro
Que são sentença de morte
Em qualquer parte em nos encontremos

E assim, nosso senhor, nos guie
Desde o momento em que nascemos
Deus, tem piedade de nós.