10 Maneiras de Sabotar sua Vida Sexual

Foto por Charles Deluvio no Unsplash

Sexo é uma parte fundamental na vida de todos nós, e uma vida sexual saudável pode garantir mais felicidade, longevidade e melhores relacionamentos. A verdade é; sexo é saúde. Mas infelizmente, também a tabu.

Por conta de imposições sociais, vergonha, e até falta de informação, a gente acaba tendo atitudes que, sem querer, contribuem para uma vida sexual menos satisfatória. Será que é o seu caso? Aqui está uma lista de 10 atitudes comuns, mas que podem atrapalhar muito sua relação com o seu corpo e seu prazer.

  1. Não ir ao médico

“O que tem a ver?” Tudo! Uma das principais queixas das mulheres em consultórios ginecológicos é a dor durante o sexo (ou falta de libido). Existem muitos fatores da saúde que podem atrapalhar seu desempenho sexual, lubrificação, libido, e tornar o sexo desconfortável. A checagem periódica da saúde é muito importante para uma vida sexual saudável, tanto para homens quanto para mulheres.Não conhecer o próprio corpo

2. Não conhecer o próprio corpo

Foto por Malvestida Magazine no Unsplash

Bom, essa é complicada, porque a verdade é que a informação que temos é muito insuficiente. A educação no Brasil deixa muito a desejar, mas é muito importante conhecer a nossa anatomia para entender como o nosso prazer funciona. Você sabia, por exemplo, que o clitóris tem ¾ da sua extensão dentro do corpo da mulher, e a maioria delas precisa de estímulo direto na parte visível para atingir o clímax? Informação é muito importante, e felizmente, na Internet dá para se educar sobre os nossos órgãos sexuais e os dos nossos parceiros.

3. Deixar a masturbação de lado

Existe um mito de que se uma pessoa está num relacionamento, ela não deveria querer ou poder se masturbar. De onde veio isso, eu não faço ideia, mas não tem pé nem cabeça! A verdade é que sexo e masturbação, embora complementares, são coisas diferentes, e a masturbação contribui muito para sua relação com seu próprio corpo, e para que você tenha maior noção de como funciona o seu prazer.

4. Achar que pornografia é sexo

Infelizmente, a pornografia está cada vez mais difundida e acessível, e criando expectativas bizarras para o sexo. A pior parte é que sexo e pornografia não têm nada a ver, e tentar reproduzir o que você vê no xvideos na cama é frustração na certa para todos os envolvidos. Existem muitas alternativas à pornografia tradicional para que você possa manter a conexão com a erotismo e a safadeza, de maneira mais saudável e realista. Inclusive, aqui no vlog eu fiz uma listinha de recomendações!

5. Ter medo de experimentar sex toys

Um grande mito em torno de vibradores, dildos e outros brinquedos é que eles servem para substituir os órgãos sexuais durante o sexo. Balela! Eles são instrumentos para incrementar a experiência, e podem deixar a sua vida sexual muito mais prazerosa!

6. Se comparar com outras pessoas

Sexo é uma coisa muito pessoal. O que dá certo pra fulano, pode não ser a sua praia. Não é porque está “todo mundo fazendo” uma determinada coisa, que você tem que fazer também se não estiver sentindo vontade. Escute primeiro suas fantasias, e o seu tesão, e não se deixe levar por modinhas.

7. Acreditar em frases prontas

“Mulher direita não dá de primeira,” “bumbum não se pede, se conquista,” “tem que engolir,” quem já não ouviu? A sabedoria popular é cheia de frases prontas em relação ao sexo, e além de muitas serem bem enraizadas na nossa cultura machista, homofóbica e transfóbica, elas podem ser muito prejudiciais para sua vida sexual. Faça sempre o que de dá prazer e não dê ouvidos a elas.

8. Não priorizar o próprio prazer

Foto por Annie Spratt no Unsplash

Sexo é interação, e dar prazer para o parceiro é muito importante. Mas, principalmente para mulheres, às vezes o próprio orgasmo vem em segundo lugar. Não tenha medo de se colocar como prioridade na hora do sexo e assumir para você mesma o seu direito de se divertir, aproveitar e gozar.

9. Não se comunicar com clareza

Ao mesmo tempo, ninguém tem bola de cristal, né? Comunicação é fundamental para uma vida sexual satisfatória, e é sempre muito importante se conhecer para poder dizer ao outro o que você quer e precisa na cama. Precisa de um empurrão? Então baixa aqui de graça esse questionário de perguntas sexuais para abrir a comunicação com o parceiro!

10. Levar tudo a sério de mais

Sexo é diversão, e ter medo de parecer ridículo pode deixar a gente bem travado. Lembre-se que para aproveitar de verdade, você não pode se levar a sério de mais. Trate o sexo como uma aventura prazerosa e as chances de fluir melhor são altas!

Vlog – Será que os jovens andam fazendo MENOS sexo?

Não bastasse a recessão de basicamente tudo, ao que parece minha geração também passa por uma RECESSÃO SEXUAL. Mas sérá que é isso mesmo? A gente anda fazendo menos sexo ou só anda fazendo sexo melhor que as gerações anteriores? Vem ver o vlog novo!

Sugador clitoriano – Amor verdadeiro, amor eterno

Nice1

Bom, não é de hoje que eu digo que o vibrador é o melhor amigo de qualquer mulher. Na verdade, eu fiz até um vídeo mostrando toda a minha coleção de sex toys. Mas com a minha mais recente aquisição, o sugador clitoriano, meus amigos… Foi diferente.

Desde que esse produto surgiu no mercado que eu estava louca pra testar, mas o preço me desanimava. Isso porque o principal que achamos à venda, o Womanizer, sai por em média setenta euros. O negócio é que o estímulo clitoriano é para mim a melhor forma de sentir prazer, e a ideia de ter um brinquedinho que SUGA o meu clitóris como no sexo oral… Era bem tentadora.

Foi numa feliz coincidência do destino que encontrei o Satisfyer, um modelo mais em conta, por nada menos que METADE do preço normal. No fim, paguei vinte e cinco euros no meu numa promoção relâmpago. Como já estava de olho no estimulador clitoriano, quando vi a promoção não pensei duas vezes. E foi a melhor coisa que eu fiz.

satisfyer-pro-2_1_gespiegelt.png
Fonte

Como o sugador clitoriano funciona?

Basicamente, a brincadeira é um estímulo que simula a sucção do clitóris. Eu sou bastante sensível, então fiquei com medo do negócio ser POTENTE DEMAIS pra mim, mas fiquei bem feliz com o resultado. O meu tem DEZ intensidades diferentes, mas eu só consigo ir até a segunda rs.

O estímulo é idêntico ao do sexo oral? Não. A real é que nenhum brinquedo pode substituir outra pessoa 100%, né? É parecido, mas diferente. Uma sensação nova. O grande diferencial, é que o brinquedo se concentra totalmente no clitóris, que afinal é o nosso principal órgão de prazer.

Mas e aí, o sugador clitoriano é tudo isso mesmo?

Bom… É. No último mês, todos os outros brinquedinhos ficaram obsoletos. Não, não é um milagre, óbvio que nada vai fazer você gozar baldes em segundos. Mas eu nunca tive orgasmos tão fortes e tão rapidamente com um brinquedo antes. E olha que como eu sou sensível, às vezes sou meio chata de agradar.

Segurando o cabo por cima, dá pra apoiar o Satisfyer na barriga e ter aquele orgasmo bem preguiçoso. O brinquedinho também é super fácil de usar no sexo com parceirxs, e é uma possibilidade ótima para ampliar as possibilidades nas transas.

Resumindo, o preço é salgado, é. Mas na minha opinião, vale a pena.

Nice2
Carinha de quem está apaixonada rs

No Brasil, o sugador clitoriano mais em conta sai por em média R$ 200,00 mas os preços variam de marca para marca. Minha dica é ficar de olho em promoções para conseguir por um preço mais baixo.

Eu estou em lua de mel com o meu sugador, não vou nem mentir. Foi o meu dinheiro mais bem investido em muito tempo. Digamos que já recebi o retorno do que eu paguei em (muitos) orgasmos!

Vlog – Por que mulheres lésbicas têm mais orgasmos que as héteros?

A ciência não mente: Mulheres lésbicas têm mais orgasmos e vidas sexuais mais felizes que as héteros. Mas por que existe essa diferença? Os homens são tão ruins assim de cama?

A resposta é mais simples do que parece, e está na anatomia feminina.

Sybian Sex Machine: O vibrador perfeito?

Sybian_O_Vibrador_Perfeito

Faz pouco tempo que eu descobri o que é um Sybian – um vibrador em formato de sela que parece ser o sextoy mais completo que há. Sempre fui muito a favor de brinquedinhos, pois além de trazerem variedade para a nossa vida sexual, eles nos ajudam a conhecer mais o nosso corpo e nossas zonas erógenas.

Pois bem. Estou sempre atenta à novidades nessa área, e nem sempre consigo testar tudo que gostaria por re$triçõe$ de tempo. Tenho um vibrador bem velho de guerra e fiel companheiro que me acompanha em altos e baixos faz um tempo. E como muitas vezes transas casuais andam acabando em decepção, prefiro ter dates com ele que sempre me garante um orgasmo e não me faz pergunta idiota.

O negócio é que o tal Sybian foi projetado para estímulo simultâneo de várias zonas erógenas do corpo da mulher em performance máxima.

Explico.

O brinquedo funciona da seguinte forma; são duas plataformas. Uma funciona como uma sela mesmo, na qual a donzela senta, e a outra como uma plataforma de suporte. Na sela, você pode acoplar diversas opções tipos de vibradores – e controlar tudo por controle remoto.

SONY DSC
Plataforma básica do Sybian. Fonte.

 

Os vibradores que podem ser acoplados são dos mais variados tipos e tamanhos. Desde estímulo externo, até mais sofisticados, com dois consolos para penetração vaginal e anal – mais um vibrador para a região do clitóris.

Sybian_O_Vibrador_Perfeito_2
Anexos dos mais variados para você personalizar o seu Sybian – Qual você escolheria?

A potência do brinquedo também é um diferencial – fazendo com que a vibração e a rotação estimulem todo o assoalho pélvico, provocando orgasmos de intensidade inédita (não acredita? procura aí no Google vídeos de mulheres usando o Sybian e veja por você mesmo).

O Sybian geralmente pesa dez quilos sem nenhum anexo, só com as plataformas. Portanto não é um dispositivo prático para levar por aí, mas sim um investimento. Aliás, bota investimento nisso. Um exemplar original – sem nenhum adendo, sai por 1.200 dólares no site oficial (cada anexo extra fica em torno de sessenta dólares).

Dá pra encontrar modelos genéricos no Amazon pela bagatela de 200 euros, mas olhando pelo design, não dá pra saber se vale o custo benefício.

Obviamente, por enquanto só me resta sonhar com esta maravilha. Pensando bem, é até bom. Se eu tivesse um desses, é provável que nunca mais saísse casa.